Login

E-mail

Senha

Lembrar

Cadastre-se

Menu
HOME

  INDIQUE!

  COMUNIDADE
NO ORKUT
 

AMIZADES

  ASSINAR O NATIONAL
 

BLOGS

  BRAZILIAN SUPERLIST
 

  CÂMARAS DE COMÉRCIO
 

  CLASSIFICADOS
GRÁTIS
 

CONSULADOS

DINHEIRO

FESTAS

IMIGRAÇÃO
IMÓVEIS

NATIONAL

NOTÍCAS

TEMPO

VIDEOS

RSS FEED
Brasil|Leia o jornal National na versão integral
Envie essa matéria para um amigo


9/20/2007 - 18:53

Guia National : Hipertensão arterial


Fonte: Agência BR NEWS

A hipertensão arterial, ou pressão alta, é uma doença muito comum nos dias de hoje. Os hábitos alimentares, o corre-corre e o estresse fazem com que jovens, adultos e idosos de ambos os sexos desenvolvam este problema que pode trazer sérias consequências se não for tratado.



O que é?

A hipertensão existe quando a pressão, medida várias vezes em consultório médico, é igual a 14 por 9 ou maior. A elevação anormal da pressão pode causar lesões em diferentes órgãos do corpo humano.

Por causa da hipertensão, os vasos que conduzem o sangue pelo corpo tendem a ficar endurecidos e estreitados e podem, com o passar dos anos, entupir ou romper-se. Quando isso acontece no coração, o entupimento de um vaso leva à angina e pode ocasionar infarto. No cérebro, o entupimento ou rompimento de um vaso, leva ao "derrame cerebral" ou AVC. Nos rins também pode ocorrer entupimento, levando à paralisação dos rins. Todas essas situações são muito graves e podem ser evitadas com o controle.

Controle da doença

A pressão alta é uma doença crônica, portanto, pode ser controlada, mas não curada. O tratamento deve ser feito com remédios e com hábitos de vida saudáveis, como diminuir a ingestão de sal e bebidas alcoólicas, controlar o peso, fazer exercícios físicos, evitar o fumo e controlar o estresse.

O exercício físico ajuda a baixar a pressão. Muitas vezes, quem tem pressão alta e começa a fazer exercícios pode diminuir a dose dos medicamentos, ou mesmo ter a pressão arterial controlada sem o uso de remédios. Os remédios prescritos pelos médicos devem ser usados todos os dias e nos horários recomendados pelo médico.

Quais são os sintomas?

Em casos de pressão alta leve e moderada, na maioria das vezes, não há sintomas. Somente quando a pressão sobe muito, eles podem aparecer. Podem acontecer dores no peito, dor na nuca, tonturas, visão embaçada e sangramento nasal. É comum que, quando a pessoa sente alguma coisa diferente, a pressão alta já danificou o seu organismo.

Fatores de risco

Obesidade: o excesso de peso faz o coração ter que trabalhar mais, o que causa o aumento da pressão. Inclua frutas e verduras no seu dia a dia e evite alimentos gordurosos.

Diabete: Quem é diabético também tem maiores chances de ser hipertenso, portanto, o controle da diabete e da dieta deve ser rigoroso.

Fumo: O cigarro, além de responsável por muitas outras doenças, aumenta os riscos de problemas do coração. Se você tem pressão alta, esses riscos são ainda maiores. Se você fuma, pare de fumar.

Colesterol: Ter no nível de colesterol alto, favorece o acúmulo de gordura nas artérias que levam sangue ao coração, aumentando os riscos de infarto.

Álcool: Além de dificultar o tratamento, o consumo de bebidas alcoólicas tende a aumentar a pressão arterial.

Sal: Consumir sal em excesso (mais de uma colher de chá ao dia) facilita o aumento da pressão arterial. Procure substituí-lo por outros temperos que também dão sabor aos alimentos mas são naturais, como orégano, louro, alho, cebola, etc.

Estresse: Mesmo que você não fume, não beba, não seja diabético e tenha uma vida saudável, o estresse pode elevar a pressão. Procure não levar tão a sério os problemas e não se irrite à toa. Reserve sempre um tempo para o lazer.

Alimentos a serem evitados: Enlatados, presunto, salame, mortadela, salsicha, lingüiça, carnde de sol, chocolate, chá-mate, maionese e frituras.

Fontes:
http://www.sbh.org.br/publico/informacoes/cartilhas/index.asp
http://www.acampe.com.br/sipat/hipertensao/
http://www.alziravelano.com.br/cardiologia.htm
Envie essa matéria para um amigo

Comentários. Deixe o seu!

2 comentário(s)
Wilson - Brasil
9/23/2007 1:47:23 PM
Todos os seres vivos na terra estão ou deveriam estar em armonia com a natureza.O homem moderno,principalmente o ocidental,procurou,atravéz dos anos,uma forma de aumentar os lucros modificando os alimentos de forma que eles fiquem mais vistosos e assim conseguir comercializa-lo mais rapidamente às custas da ignorância da massa.Com esse processo de industrialização perde-se vários nutrientes importantes mas dentre eles um chama a atenção.O Magnésio.Com o passar dos anos a falta de Magnésio no interior das células é sentida pelo acúmulo de substâncias nocivas principalmente o excesso de calcio provocando o endurecimento de vários orgãos o que descontrola todo o organismo dando início a muitas doenças e dentre as mais graves cito o câncer e o bico de papagaio que nada mais é que a calcificação das vertebras que a medicina acredita não ter cura, e também a insuficiencia renal.Entre as doenças mais comuns estão o estresse e a Psoríase que a medicina também diz não ter cura.O Magnésio expulsa o excesso de Cálcio das células.Para se repor o Magnésio perdido pela deficiencia na alimentação é bastante simples.Adquira o Cloreto de Magnesio nas farmacias de manipulação ou casas de produtos naturais.Pegue um copinho de café(daqueles pequeninos de plástico)e meça um copinho daqueles bem cheio e socado com o dedo.Dilua esse conteúdo em um litro dagua e ponha na geladeira para manter resfriado.Não estraga nunca.Tome uma dose(no mesmo copinho) diaria durante uma semana.Na segunda semana tome duas doses diárias sendo uma cedo e outra à noite.Depois passe a fazer uso diário de uma dose sempre pela manhã para o resto da vida.Se notar que está sendo muito laxante tome após o café da manhã.Essa substância milagrosa é muito barata.Aqui no Brasil comprei 100gr por R$3,00.Isso da pra fazer uns 3 litros.
 
Jose ventura Junior - Sorocaba-SP
4/30/2008 3:16:27 PM
Trecho transcrito do cd sobre auto-hemoterapia, autoria de Dr. Luiz Moura, mas estou enviando também o arquivo na íntegra em anexo. Cloreto de magnésio O magnésio é de enorme importância no uso do dia a dia, todo mundo deveria tomar, porque os alimentos hoje estão pobres de magnésio, o motivo é simples demais, é que as plantas precisam muito do magnésio, para respirar o mecanismo clorofílico dela, a fixação do gás carbônicos e eliminação do oxigênio fazendo ao contrário do que nós fazemos, nós fazemos usando ferro, o mineral é o ferro para fazer esse mecanismo de respiração, glóbulos vermelhos, que faz o mecanismo respiratório, na planta quem faz é a clorofila que é a base do magnésio, basicamente do magnésio que é a estrutura mesmo dela, acontece que o que se usa hoje em dia, o adubo químico que se usa hoje em dia é o NPK, Nitrogênio, Fósforo e Potássio não se repõe o Magnésio na terra e acontece que antigamente quando as cidades eram todas de casas, as casas tinham fossa e esses magnésios que a gente elimina pelas fezes voltavam para o lençol freático, mas hoje vai tudo para os rios e para o mar, então está havendo uma pauperização (empobrecimento) crescente de magnésio nas terras, por não se repor o magnésio. As duas razões mais importantes dele é: ele regula o metabolismo do cálcio no organismo, ele que fixa cálcio onde deve haver e elimina cálcio onde não deve haver. Então, as calcificações de coluna, as calcificações das articulações, as calcificações das artérias, ocorre por essa carência de magnésio, as calcificações dos rins, oxalato de cálcio, cálculos, pedras de oxalato de cálcio nos rins é falta de magnésio, basta dar magnésio para o paciente, que ele derrete esses cálculos renais, que não seja os de urato e fosfato, que seja de oxalato de cálcio, aí é falta de magnésio. Dosagem Correta do Magnésio Por exemplo, uma coisa errada que eles ensinam, esse magnésio que é vendido nas farmácias, 33gr, e mandam dissolver em 1 litro de água, aí está errado, aí, vai dar, pode ser laxante. Aí está realmente excessivamente concentrado, teria que ser 20 gr em 1 litro, ou essas de 33gr pra quem compra nas farmácias, por que hoje todas as farmácias tem, aí em 1 ½ litro de água seria até um pouquinho mais, mais de 1 ½ litro para dar a mesma proporção. Matéria na íntegra no link: http://docs.google.com/Doc?docid=dvbtj9g_26z3dp2gz&hl=en
 

Leitor cadastrado.
Faça o login para comentar!

E-mail

Senha

Lembrar de mim neste computador



Novo no site?
Cadastre-se para comentar e receber um e-mail quando tiver novas notícias.

E-mail

Zip-code

Senha

Confirme a senha


Aceitando nossos e-mails, você receberá as notícias do site diretamente em sua caixa postal e eventualmente, promoções, como ingressos grátis para eventos brasileiros e/ou ofertas exclusivas aos usuários cadastrados do site.






© 2004 Brazilian Superlist . Todos os direitos reservados.
Aviso Legal. Política de Privacidade