Login

E-mail

Senha

Lembrar

Cadastre-se

Menu
HOME

  INDIQUE!

  COMUNIDADE
NO ORKUT
 

AMIZADES

  ASSINAR O NATIONAL
 

BLOGS

  BRAZILIAN SUPERLIST
 

  CÂMARAS DE COMÉRCIO
 

  CLASSIFICADOS
GRÁTIS
 

CONSULADOS

DINHEIRO

FESTAS

IMIGRAÇÃO
IMÓVEIS

NATIONAL

NOTÍCAS

TEMPO

VIDEOS

RSS FEED
Brasil|Leia o jornal National na versão integral
Envie essa matéria para um amigo


3/20/2008 - 18:11

Brasileiros na Política


Fonte: Agência BR NEWS

Juliana Melo

Imigrantes se envolvem na corrida eleitoral rumo à Casa Branca e fazem campanhas para seus candidatos preferidos.



O número de brasileiros que votará nas próximas eleições para presidente ainda é pequeno, em relação à grande comunidade que reside nos Estados Unidos. Isso, no entanto, não é impedimento para que algumas pessoas façam campanha para seus candidatos preferidos. Na comunidade, há quem seja pró-Hillary, outros pró-Obama e, contrariando quem diz que imigrante não simpatiza com republicano, há até aqueles que defendem John McCain.

Na semana passada, um fato curioso aconteceu numa lanchonete de Newark (NJ). Um brasileiro conhecido da comunidade começou a elogiar Barack Obama – presidenciável que disputa com Hillary Clinton a vaga na disputa pelo lado democrata. Não demorou muito para que outro tomasse as dores da esposa de Bill Clinton e começasse a falar porque prefere a senadora. Quem presenciou, diz que ambos se empolgaram e travaram uma longa discussão que só acabou depois que o estabelecimento estava quase fechando.

Nenhum dos dois votará nas próximas eleições – pois são indocumentados, ainda assim, ambos vestiram a camisa de seus candidatos e os defenderam com unhas e dentes. O envolvimento dos brasileiros na corrida eleitoral tem um motivo nobre: existe a expectativa de que o próximo presidente resolva a questão migratória, tornando os Estados Unidos novamente um lugar bom para se viver.

Para o historiador Jacques Monteiro, também imigrante e morador de Danbury (CT), a participação política - ainda que sem direito a voto, é saudável. “As grandes mudanças só acontecem através da política, por isso é muito importante que as pessoas estejam atentas para as propostas dos candidatos e saibam discernir os pontos fortes e fracos de cada um”, afirma.

Segundo Monteiro, os indocumentados podem contribuir com essa grande mudança que a política promove, falando sobre seus preferidos. “Gosto muito das pessoas que têm consciência política e acho que um indocumentado deve falar porque prefere esse e não aquele candidato, afinal, ele sente na pele uma situação que somente o próximo presidente resolverá. Acho que os ilegais têm um papel importante, podem convencer cidadãos americanos a fazerem uma boa escolha”.

Ativismo político

Para alguns brasileiros, envolver-se na política não é apenas agir como cabo eleitoral. Muitos estão se mobilizando para encontrar-se com seus candidatos favoritos, a fim de levar as reivindicações da comunidade.

Há algumas semanas, Pedro Coelho, Nice Alvarenga e Clecy Guimarães reuniram-se em Mount Vernon (NY) com a pré-candidata Hillary Clinton. Durante a conversa, os imigrantes pediram apoio para a comunidade brasileira e a tão aguardada anistia. Segundo eles, ela se comprometeu a analisar a questão com carinho e atenção.

Uma turma de simpatizantes de Obama teve uma atitude diferente: criou um blog para noticiar o passo a passo do candidato, destacando argumentos favoráveis para que ele seja o candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos. No endereço http://www.brasileirosporobama.blogspot.com/, o internauta pode acompanhar o dia-a-dia de Obama e conhecer mais profundamente suas propostas.

E não é apenas nesse endereço virtual que os brasileiros estão manifestando seu apoio. Na comunidade “Barack Obama Presidente 2008”, no Orkut, há 15.783 participantes – a maioria brasileiros. No mesmo site, uma enquete realizada pela comunidade “Brasileiros nos Estados Unidos”, questionando “Em quem você votaria na eleição presidencial americana”, mostrou que Hillary também é querida pelos brasileiros, pois 52% mostraram-se a favor da candidata.

Brasileiros divididos

Uma reportagem publicada no site Terra, de Natuza Nery, mostra que apesar de a maioria não votar, todos têm o sonho de se tornar cidadão e poder escolher o presidente dos Estados Unidos. “Para a comunidade, Hillary Clinton e Barack Obama parecem contar com maior simpatia entre os residentes brasileiros. Os nomes do Partido Republicano são mais impopulares, tendo em vista a postura conservadora da legenda em relação ao sensível tema da imigração e ao apoio à guerra do Iraque”, diz.

Quando o assunto é a opinião dos brasileiros, as respostas são variadas. Sérgio Lago, que vive há 20 anos em Nova York, diz querer mudanças. "Eu gosto da Hillary, mas vou votar no Obama. Quero mudanças e não quero continuar indo à guerra. Quando não havia guerra, eu ganhava mais, tinha uma vida boa, ganhava U$ 11 mil dólares por mês e pagava U$ 1 mil de aluguel", lamenta. "Agora, a gorjeta sumiu, o trabalho está mais difícil e não consigo fazer mais que U$ 6 mil dólares por mês e pago U$ 2 mil de aluguel", afirmou, dizendo-se "frustrado" com as dificuldades de um país em crise econômica.

Pedro José Fonseca, 60, nunca votou no Brasil. Em Nova York desde 1984, ele vive no bairro de Astoria, Queens. "Neste ano, eu pretendo votar na Hillary. Mas, não me engano. Com esse negócio de terrorismo, está mesmo difícil legalizar imigrantes", afirmou, referindo-se à promessa dos democratas legalizarem os indocumentados.

CIB trabalha para aumentar participação política da comunidade

O Centro do Imigrante Brasileiro, localizado em Massachusetts, defende que os brasileiros se envolvam mais na política norte-americana, para que a comunidade tenha mais peso no processo eleitoral. A maioria dos brasileiros está ausente da política.

Segundo a origanização, dos cerca de 230 mil imigrantes brasileiros que vivem em Massachusetts, apenas 17 mil já receberam a cidadania americana. Desses, só 3.400 estão registrados para votar nas eleições presidenciais de novembro.

O centro vai promover um curso de "Participação Cívica", para que mais brasileiros se candidatem a cargos públicos, e vai repetir as jornadas de registro para eleições, como fez no meio do ano passado, a fim de aumentar o número de brasileiros registrados para votar. "Estamos de olho na segunda geração, os filhos de brasileiros que nasceram aqui", diz Fausto da Rocha, diretor.

Segundo Rocha, é necessário ter imigrantes envolvidos na política para lutar pelas questões que são mais importantes para a comunidade. "Queremos que, daqui a 40 anos, eles ocupem o lugar que os irlandeses e os italianos ocupam hoje na política."
Envie essa matéria para um amigo

Comentários. Deixe o seu!

1 comentário(s)
solange - union
3/26/2008 1:23:48 PM
VRGONHA NACIONAL Sermos conhecidos como Pais sem "memoria"se ja nao era o bastante, acredito que adquirimos mais um adjetivo....pais "sem vergonha", como pode uma pessoa que desrespeita leis, envergonha nossa gente fora do Brasil ser recebida por dezenas de reporteres, e expectativas como se fosse uma celebridade...bem a nao ser que agora ser criminosa seja motivo de orgulho...Atitude deploravel...mas se neste mesmo Pais um marginal tem ate uma prisao construida "para ele"...agora talvez entandam o "pais sem vergonha" a que me refiro. Um pais onde gente honesta nao consegue se quer ser respeitado e ter seus direitos reconhecidos, direitos basicos como: SAUDE, EDUCACAO, MORADIA...O povo brasileiro paga por moradias absurdas, sem conforto e sem nenhuma benfeitoria, enquanto isso esse povinho ordinario consome nossos impostos , vivem tranquilamente como um cidadao comum e merecedor desse tratamento, mas na realidade sao a escoria de uma sociedade hipocrita e ridicula...ACORDA BRASIL, lugar de bandido e na cadeia e tendo que prover o proprio sustento, diga NAO a previlegios dados a quem nem se quer sabe o que e RESPEITO e DIGNIDADE, mordomias sim, tratem como celebridade o povo brasileiro que trabalha por pouco, mas mantem sempre a dignidade, por esses brasileiros me orgulho de ser brasileira...ja pelos outros......VIVA a AMERICA!!
 

Leitor cadastrado.
Faça o login para comentar!

E-mail

Senha

Lembrar de mim neste computador



Novo no site?
Cadastre-se para comentar e receber um e-mail quando tiver novas notícias.

E-mail

Zip-code

Senha

Confirme a senha


Aceitando nossos e-mails, você receberá as notícias do site diretamente em sua caixa postal e eventualmente, promoções, como ingressos grátis para eventos brasileiros e/ou ofertas exclusivas aos usuários cadastrados do site.






© 2004 Brazilian Superlist . Todos os direitos reservados.
Aviso Legal. Política de Privacidade